sábado, 7 de maio de 2011

Metade de mim






Sou metade inteira de mim mesma
Mas o que vejo no espelho é parte
Vasculho por dentro do meu próprio entendimento
E tento me encontrar...
É que no meu desencontro
Corro o risco do encontro

Decido então abrir minha própria alma
Descortino meus próprios olhos e deixo...
A brisa suave da vida tocar com suavidade
Deixo as águas da vida  fluirem...
Mudando o curso e o percurso do meu próprio destino

Percebo toda a generosidade e empenho
Que ela,a vida,demonstra ter por mim
E então eu aprendo
Que na verdade
Não sou metade
Sou inteira...
Mas que não posso viver só
Que a outra metade de mim
Também vive 
E tem que ser feita de amor...



Não que acredite em metade de laranjas ou coisas assim.Mas ser inteiro para mim é quando completamos nossa vida com vida! O amor, seja ele qual for,destinado a quem for,completa e faz de mim ser inteiro.
Porque tudo que ele toca transforma.E isso é o que importa.
O que importa?Ah, o que importa é o amor...

28 comentários:

  1. 'Ah, o que importa é o amor...'
    Sim,pois ele faz transformações dentro de nós e isso realmente importa muito :)
    Tão cheio de amor esse teu cantinho! gosto muito.
    Um beijo a ti,Querida e um doce domingo *

    ResponderExcluir
  2. Que lindo Vanessa! O amor é só o que importa e é o que completa tudo

    Bom dia das mães, beijos!

    ResponderExcluir
  3. Olá, que alegria receber sua visita!
    Seja bem-vinda, sempre.
    Olhe, o que realmente dar cor a existência é o amor. Linda sua poesia.
    Beijos na alma.
    Saudações poéticas!

    ResponderExcluir
  4. Há que se ter compaixão e paciência e ternura porque é muito trabalhoso: estamos todos juntinhos, na mesma escola, aprendendo a amar.

    E no final, o que importa: o AMOR!

    Lindo poema, beijão!
    Boa semana

    ResponderExcluir
  5. somos metade
    às vezes inteiros
    mas sempre amor...
    Bjsss...

    ResponderExcluir
  6. Que maravilha! Puro encanto!!! Obrigado por existir e nos nutrir com sua sabedoria! O ser humano é por natureza um ser dualista mas você não. És Una, exclusiva e brilha como uma estrela!Estou apaixonado pela sua sensibilidade, inteligência e pelo AMOR que transborda dos seus pensamentos.

    Que DEUS te ilumine, te guarde e proteja hoje e sempre.

    ResponderExcluir
  7. ser metade e ser inteira, me lembrou um poema que ha no livro do menino maluquinho

    ResponderExcluir
  8. Vc é inteira
    Sempre será
    Somos seres inteiros
    Inteiros querendo companhia para a jornada
    Só precisamos encontrar as mãos que tanto nos faz falta
    Para entrelaçarmos os dedos e seguirmos juntos...Inteiros!

    Maravilhoso seu texto!
    Uma ótima semana pra vc!
    Bjs
    Borboleta

    ResponderExcluir
  9. Olá.

    Belíssimo!
    Ser parte de algo, não é ser metade... é ser muito maior e repleto de possibilidades.

    Parabéns pelo texto e boa noite/dia.

    ;D

    ResponderExcluir
  10. Você é muito poética, Vanessa!
    Com certeza o que importa é o amor!

    Achei lindo seu blog...
    Por isso já sigo e não arredo o pé daqui! rsrsrs
    Minha mais nova vizinha! rsrs

    Beijos,
    com amor!

    ResponderExcluir
  11. Eu gosto muito da tua sinceridade quando expressas a tua opinião, isso é muito importante para conhecermos melhor as pessoas. Você é muito real, gostei demais do que vi aqui. Eu vejo assim: que todas as pessoas tem uma outra pessoa que será o encaixe perfeito para o seu seguir. Se é metade da laranja, é opcional, rsrsrs. Gostei demais de você querida. Parabens pela poesia. Vou voltar para te ver!

    Beijocas,

    ResponderExcluir
  12. Teu cantinho tão cheio de amor!! O que importa mesmo é viver o amor, ser amado e amar também, a troca de momentos, carícias, paixão, explosão. Amo amar, de todas as formas. Parabens, sempre é bom estar aqui novamente.

    Abraços

    ResponderExcluir
  13. Oi, Vanessa
    Que lindo o seu post!
    Deixei um selinho da "Blogueira Versátil" lá no "Além das Nuvens". Ganhei da Kiro (Blog Diário da Kiro) e estou presenteando cinco blogueiros. Te espero lá! (http://alemdasnuvens2011.blogspot.com).
    Bjkas e uma linda semana pra você!!!

    ResponderExcluir
  14. Sim querida o que importa é o amor. De nada vale um grande amor se vc não se amar primeiro. E ninguém te dará valor maior ao que vc dá a si mesma. Só depois de se amar, e desenvolver em nós um amor tão grande, é que estamos prontas para dividi-lo com alguém. Eu disse dividir. Não dar, a ponto que não nos sobre nada. Aprender dividir o amor é ser inteiro!
    Uma ótima semana pra ti. Estou te seguindo. Agradeço sua presença e comentário no meu blog. Bjs da Joii.

    ResponderExcluir
  15. Até tua metade. pode ser uma parte inteira.
    "Mas o que vejo no espelho é parte
    Vasculho por dentro do meu próprio entendimento
    E tento me encontrar..." Adorei essa parte, parece dizer que quem se busca, sabe-se inteira.

    abração.

    ResponderExcluir
  16. Adorei aqui Vanessa. Faz pensar... = )

    ResponderExcluir
  17. lindamente escrito Vanessa.
    Tua sensibilidade e doçura, faz dessa poesia preciosa demais.
    Querida, desculpa a demora.
    Mas acho que todos nos ficamos "ilhados" nos blogs né?
    Parece que se resolveu agora.

    Um beijo linda.
    Fernanda

    ResponderExcluir
  18. Somos cheios de relatividade... Às vezes somos inteiro, às vezes metade... E outras, até menos...
    Somos essa eterna metamorfose...
    E o amor, ahh, ele sempre completa, sempre preenche!
    Bela reflexão! Mais uma vez, cheia da doçura que te é típica... Gosto muito disso.

    Belo texto também o da sua mãe... Queria tanto escrever algo para a minha, mas as palavras somem quando penso nela, rs!

    Um beijo enorme no coração!

    ResponderExcluir
  19. Vanessa, pessoa que gosto tanto!!!

    TUDO que importa, é o amor mesmo.

    O amor salva, transforma, cura!!

    Lindas suas palavras, lindas!!!

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  20. Ser metade amor nao deve ser nada mal, nos dias tao desacreditados dele que vivemos...

    Um beijo Vanessa!

    ResponderExcluir
  21. Que lindo!
    Adorei!
    Belo poema minha amiga!
    Beijos meus e um bom final de semana pra ti!

    ResponderExcluir
  22. Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Fabrício e cheguei até vc através do Blog Machado de Carlos. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir meu blog Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. Estou me aprimorando, e com os comentários sinceros posso me nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs

    Narroterapia:

    Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.

    Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

    Abraços

    http://narroterapia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  23. Hola, bello íntimo blog, leales entradas,si te gusta la comunión entre palabras, la poesía, te invito al mio,será un placer,es
    http://ligerodeequipaje1875.blogspot.com/
    buen lunes lunero, gracias, besos con salero..

    Hola,bello íntimo blog, preciosas entradas, si te gusta la palabra en el tiempo, la poesía,te invito al mio,será un placer,es,
    http://ligerodeequipaje1875.blogspot.com/
    gracias, buen día, besos rebeldes...


    Hola, bello íntimo blog, profundas entradas,si te gusta la palabra infinita, la poesía,te invito al mio, será un placer,es,
    http://ligerodeequipaje1875.blogspot.com/
    gracias, buen sábado, besos sinuosos...


    Hola, íntimo y profundo blog, bellas entradas,si te gusta la palabra infinita, la poesía, te invito al mio,será un placer,es,
    http://ligerodeequipaje1875.blogspot.com/
    gracias, buen día, besos cómplices...

    ResponderExcluir
  24. Lindo suas metades. Lindo ser inteiro.
    As vezer quando tenho tempo passo aqui para ler um pouco de vc e sempre, sempre me surpreendo com tanta beleza em palavras.
    Obrigado
    beijao

    ResponderExcluir

  25. O ser humano é um individuo inteiro, cheio de suas próprias e unicas experiencias, vivencias, com seus próprios defeitos, suas qualidades, dons, paixões, amores. Para encontrar uma pessoa que lhe preencha o vazio da solidão e deixe a saudade apertadinho o coração, pra ter aquele carinho especial e sorrir abobadamente junto de alguém, essa pessoa tem de ser, necessariamente, um outro individuo inteiro, com sonhos e planos, com seus próprios defeitos e qualidades.


    http://diariodakiro.blogspot.com/2011/05/individuais-ou-individuos.html

    Parte de nós vive a procura de alguem com quem compartilhar momentos e vontades...

    Outra parte, encontra pedaços de si espalhados no outro e é feliz ♥

    Linda, sempre noto pedaços de mim Reflexionados em ti!!!

    Bjinhos Vanny ♥

    ResponderExcluir
  26. Ser metade - na laranja,
    Ser inteira - na maçã;
    Ser os poros - da esponja,
    Ser a pele - da manhã.

    Forte abraço, Vanessa!

    Carlos Morandi...

    ResponderExcluir
  27. Parabéns pelo Blog, é realmente incrível, um conteúdo de muito bom gosto, me agradou muito, não hesitei e já te sigo, sempre que puder estarei por aqui lendo bons textos.

    Quando puder, passa lá no meu espaço Essência Egocêntrica e vê o que acha...

    http://essenciaego.blogspot.com/

    Forte abraço!

    ResponderExcluir
  28. Somos metade de tudo,sempre em busca do que nos completa...Pois nascemos para compartilhar...
    Beijos, lindo fim de semana


    Que o medo da solidão se afaste, e que o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável.

    [...] Que o espelho reflita em meu rosto um doce sorriso
    Que eu me lembro ter dado na infância
    Por que metade de mim é a lembrança do que fui
    A outra metade eu não sei.

    (Oswaldo Montenegro)

    ResponderExcluir

Queridos...Bom demais ter vocês aqui.Iluminam ,enriquecem e aquecem meu coração.